Apanhados!

Há uns bons meses, e por causa duma discussão extremamente saudável sobre futebol, eu e um anormal dum grande amigo (vou chamar-lhe de Gordo, para preservar a sua identidade) entrámos em blackout um com o outro. Insulto para cá, Anão para lá, e deu-se o divórcio. 

O grupo que temos em comum ressentiu-se. E durante este tempo nunca coabitámos todos juntos.
Eis que um convite para aniversário comum, estragou este clima de paz e alívio que se sentia há meses, onde reinava a harmonia e os passarinhos voltavam a cantar.
O Gordo, aproveitando o evento, e não conseguindo suportar mais a dor de me ter perdido, implorou para o perdoar. Foi uma cena só vista: apareceu no meu "serviço", pediu-me desculpa em frente aos colegas, pos-se de joelhos, fez o diabo-a-sete. Eu disse-lhe "epá oh Gordo não me chateies". E ele deu-me um abraço. Depois chorou muito e eu disse-lhe "está bem, mas o Benfica é melhor que o Sporting, não é visconde?". E ele disse que sim.

Entretanto pensámos: já que estamos aborrecidos há uns meses, podemos prolongar isto mais um mês e pickles e armar grande confusão durante o aniversário. E assim foi. Almoçámos às escondidas durante este tempo todo, só comunicávamos quando havia abertura para isso e fomos desenvolvendo um plano maquiavélico. Tivemos inclusivamente a ajuda dum consultor externo, o Preto (vou chamar-lhe assim, também para o preservar), que nos ajudou a delinear o plano, nomeadamente a validar as t-shirts que fizemos propositadamente para o evento. De resto, foi perito em conseguir não almoçar connosco.
Abrimos um concurso para ver quem ganhava o design da t-shirt. E ganhou o Argel. 

O objectivo era fazer estalar o verniz, dar um banano e semear o pânico. Para tal, definimos palavras-chave para determinadas fases (por exemplo, "já sabia que isto ia suceder" era para terminar, tirando a t-shirt de cima e deixar por baixo a que dizia "Apanhados!"). 


Iríamos estar a almoçar junto da piscina (fomos vestidos com roupa que pudesse ir parar à água), quando eu iria perguntar em voz alta "vou buscar água, alguém quer alguma coisa?", ao que o Gordo iria retorquir "traz-me uma cerveja sff". Eu voltava sem cerveja e ele metia-se comigo, eu ameaçava-o e partíamos para a violência, indo parar à água.
Nesta altura, esperávamos que alguém se lançasse à piscina para nos separar, enquanto as raparigas entravam em pânico e a mulher do Gordo chorava baba e ranho.
A verdade é que chegando à Quinta que alugámos, a piscina não era ao lado da casa e o tempo estava mau para almoçar na rua. Tivemos que improvisar...

Vai daí, coloquei uma garrafa na borda da bancada da cozinha e dei-lhe um toque para se partir no chão. Corria mesmo tudo mal: nem a garrafa partiu! Mas deu para o efeito. Saiu um "és sempre a mesma coisa" mais um "anão" e gerou-se a confusão. O Cajó (vou chamar-lhe assim) disse "malta, vá lá, calma", enquanto nos abandonou, com medo que sobrasse para ele. 
Ficámos a pensar "mas que raio...foi-se embora! E agora?!". Bom, e agora só dava para ser à mesa, com todos sentados. Fiz de virgem ofendida (sou muito bom nisto) e disse à mulher do Gordo que ele já tinha aprontado e que ia haver chatice Ele insurgiu-se por eu estar a fazer queixinhas e deu-me um estalo (vá lá, não foi um banano), agarrei o touro e fomos à pancada até à cozinha. E...ninguém nos seguiu. Pois é.

Parece que houve um "deixem-nos, ninguém os vá separar, eles estão a precisar disto para se resolverem".

E pronto, quando existe tanta amizade, ficamos a saber que, quando houver problema, este grupo estará nas trincheiras a combater connosco (...).

Resta dizer que reunimos toda a gente e emitimos um comunicado oficial, já com as t-shirts visíveis, onde repudiámos a atitude deste grupo. 


Somos uns outsiders.

16 comentários:

  1. Meus Deus, tanto que os homens podiam fazer com o cérebro e perdem tempo em congeminações tais.

    ResponderEliminar
  2. Devem ser frescos, uma carrada de tempo gasto a planear uma simulação de confusão que acabou por calhar ao lado...

    ResponderEliminar
  3. LOLOL
    Muito bom!!

    Mas na Ajuda era assim que se resolviam as coisas...fazia-se uma rodinha, a malta sentava-se e lá no meio os dois que estavam chateados davam uns sopapos um no outro e depois íamos às gajas para o Alcântara Terra!!
    ☺☺

    ResponderEliminar
  4. como mulher do gordo, sabe quem viu, que me faltou o sangue, fiquei livida, vi o fds pelo cano, troquei um olhar desesperado com a.... xana (vamos chamá-la assim) e sim, fui eu que impedi que a .... lau (...) se metesse entre vós.
    Pq ela já ia lançada.
    Mas eu pensei que se calhar precisassem mesmo era de uns bananos mutuos.
    Olha, não desconfiei, vocês são uns artistas, fartamo-nos de rir no fim e a verdade é que já não aguentava esta separação.
    Gosto muito dos 2 e estava a ser dificil escolher - vou ser sovada em casa. Ou não, pq ele não vem a esta chafarica :))) !

    ResponderEliminar
  5. @Uma Rapariga Simples, isso foi um elogio, presumo.

    @Sufocada, não "calhou ao lado", a malta acreditou e deu para a risada. E muita. Grande plano!

    @Pedro, ahahah, muito bom! Se calhar era o que esperavam de nós.

    @Aline Brito Paiva, o teu nome soa-me a familiar. Fico mais aliviado por saber que existiram 3 mulheres quase em pânico. Só não concebo o facto de teres dúvidas entre mim e o teu mais-que-tudo. Eu! Há que ter prioridades... ;)

    ResponderEliminar
  6. @Uma Rapariga Simples, bem me parecia. Cof.

    ResponderEliminar
  7. @Carlos Alberto, eheh, obrigado. Acho.

    ResponderEliminar
  8. @Vitto Vendetta, foi o pior plano de sempre. Primeiro achámos que a malta tinha percebido a fraude. Depois achámos que um de nós tinha causado uma fuga de informação. Mas no final, demo-nos por satisfeitos por termos sido grandes actores.

    ResponderEliminar
  9. Fartei-me de rir....mas quem é que nesse grupo jeitoso,faz anos no dia da minha pipoca?O Lau?

    ResponderEliminar
  10. Hahaha gostaria de ver isso...

    ResponderEliminar
  11. @Mamã de Salto Alto, A Lau :) Parabéns também à Pipoca!

    @Laura, e eu gostava que estivesse tudo gravado em vídeo amador :)

    ResponderEliminar
  12. Por acaso um dos meus melhores amigos também é gordo e muito lagarto. Confesso que às vezes até a mim me dói só de olhar para ele. Só este ano vi ao lado dele o projecto Liga Europa a ir pelo cano e pouco depois o projecto Jamor. Nunca deixarei de ser Benfiquista, ainda por cima sócio com mais de 25 anos de sócio, cativo, nunca falho jogos em casa e vou a vários jogos fora, etc. Mas os meus amigos são mais importantes que a bola.

    (PS o teu blog está muito fixe; gostei particularmente da bancada de fruta que tinha uns melões muito bonitos)

    ResponderEliminar
  13. @Pulha Garcia, é muito isso. Primeiro os amigos. Se é cativo, como eu, temos que beber um copo (sem álcool, claro) antes dum jogo.

    Quanto ao PS, não são admitidos elogios neste antro. Recomenda-se, aliás, medicação para trazê-lo de volta à realidade.
    Um abraço Pulha Garcia, grande blogue o seu.

    ResponderEliminar